Senado

Senador Veneziano mostra preocupação com ideia do ministro Paulo Guedes de privatizar o Banco do Nordeste

O Vice-Presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) trouxe à discussão na Casa, nesta terça-feira (05), sua preocupação com a ideia, já externada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de privatizar o Banco do Nordeste – BNB. Foi durante reunião da Comissão de Assuntos Econômicos – CAE.

Veneziano apresentou dados mostrando que o BNB tem cumprido seu papel de fomentar o desenvolvimento na região e que a privatização não seria uma decisão acertada por parte do governo. O Vice-presidente do Senado pediu o apoio dos demais parlamentares nordestinos para evitar que a proposta ganhe corpo e seja concretizada.

Ele apresentou dados comprovando que o BNB tem cumprido/aplicado toda programação orçamentária anual do FNE, e até superando; que em 2021 também cumprirá/aplicará todos os R$ 24,1 bilhões previstos; que até 30/09 já aplicou/contratou R$ 17,5 bilhões; que possui, tramitando em análises técnicas, projetos/propostas que somam em torno de R$ 10 bilhões; e que, para este ano de 2021, a programação de desembolsos do programa de microcrédito urbano Crediamigo é de R$ 15 bilhões.

“Os últimos episódios que foram trazidos a conhecimento público, de mudanças no seu corpo diretivo, e as manchetes mostram, não sei se a esse ponto, uma possível intervenção de natureza político partidária; e isso também fez-nos receber de algumas pessoas conhecedoras do próprio banco os receios que um dos periódicos nacionais trouxe, numa entrevista concedida, do desejo íntimo do ministro da Economia, Paulo Guedes, de fazer um processo pvivativista no Banco do Nordeste”, alertou o paraibano.

Segundo Veneziano, “seria desastroso” para os estados nordestinos a concretização da ideia do ministro Paulo Guedes. “É importante que nós tratemos, que nós ouçamos, que nós saibamos se são rumores ou se são suposições, de entregar (à iniciativa privada), exemplifico, a carteira de crédito do Crediamigo, que o Banco do Nordeste tem cumprido rigorosamente. Aliás, nestes últimos anos o BNB tem cumprido e executado, rigorosamente, o orçamento que lhe é delegado”.

O senador disse que seu alerta é uma “preocupação prévia de um paraibano e nordestino reconhecidamente identificado com aquilo que o Banco do Nordeste, ao longo das últimas décadas, tem se prestado a fazer por nós”. Segundo ele, “é exatamente ao lançar uma opinião, ao deixar uma semente posta, como tem demonstrado o ministro Paulo Guedes, que, no amanhã, ganhando força essa narrativa de se defender a privatização de um banco tão importante para o fomento, para a distribuição e as concessões de milhares de créditos, sem falar nas outras políticas, nós corremos esse risco”.

Veneziano estendeu seu alerta a parlamentares de outros estados, considerando que a ideia inicial de privatizar o Banco do Nordeste pode, também, ser estendida às instituições de outras regiões do País. “Essa ideia pode, também, ser extensiva às demais instituições regionais e nesta comissão, nós precisamos, como Casa, estar atentos a essa insidiosa e inaceitável tentativa. Se ela ficar no campo das suposições ou das opiniões, menos mal, mas que nós não deixemos que ela prospere”.

Facebook