Meio Político

Ricardo Coutinho, por ele mesmo

O governador Ricardo Coutinho esteve no sábado (15), em Campina Grande para inaugurara a segunda etapa da obra de revitalização do açude de Bodocongo. Prometendo volta à cidade mais duas vezes, antes de concluir seu governo, no dia 31 de dezembro, Ricardo mostrando-se como quem tem a sensação do dever cumprido, falou de vários assuntos com os jornalistas.

Parque de Bodocongo

O governador ao inaugurar a obra, disse que era um sonha seu revitalizar aquele espaço “muito conhecido mundialmente, mas que sofreu um descaso por parte dos governos anteriores”. Ele lembrou que na década de 40, o açude era o parque aquático de Campina Grande, e o seu governo revitalizou utilizando mais de 37 milhões de reais.

Cutucou Romero

Ricardo aproveitou para alfinetar a gestão do prefeito Romero Rodrigues, que segundo ele, não teve a capacidade de fazer a dragagem do açude, e que sequer, teve a capacidade de fazer o projeto para a execução da obra.

Amigão

Na próxima quarta-feira (19), o governador deve voltar a Campina para inaugurar o novo gramado do estádio Ernane Sátiro “O Amigão”, que foi totalmente substituído, inclusive, com a implantação de um novo sistema de irrigação. Segundo o governador o amigão a partir de agora terá um dos melhores gramados do país, com o padrão FIFA.  A festa será marcada com clássico Treze e Campinense.

Ultimo ato

Ricardo também anunciou que vai encerrar o seu governo inaugurando obra em Campina Grande. No dia 31 de dezembro volta a Rainha da Borborema para inaugura as obras de esgotamento sanitário e pavimentação de ruas do bairro Mutirão, segundo ele, a maior obra de urbanização de cidade nos últimos 50 anos, que foi desprezada pelos seus antecessores, que ele fez questão de realizar.

Equipe de João

Sobre os secretários anunciados pelo seu sucessor João Azevedo, Ricardo mesmo não admitindo ter indicado alguém, avalizou os nomes anunciados por ele. “As pessoas que ele anunciar cabe a mim não só torcer, mas dá total apoio”.

Cruz Vermelha

Sobre as investigações que apuram desvios de recursos públicos por para da OS Cruz Vermelha que atua em vários hospitais do Brasil, Ricardo negou que esteja em curso, qualquer denuncia ou investigação que envolva o governo da Paraíba. “Não posso responder por nenhuma OS, por ninguém em função dos atos em qualquer um outro canto”. Também criticou veiculação na mídia paraibana de matérias jornalísticas tentando envolver o governo do Estado.

UEPB

Segundo o governador, a comunidade acadêmica sabe que a UEPB precisa passar por mudanças. “Ninguém tem direito de pegar o dinheiro público como se fosse infinito e não fazer nenhuma mudança interna, e querer viver em uma redoma de vida como se pudesse faltar dinheiro para todo mundo menos para a UEPB”.

2020

Sobre a possibilidade de volta a disputar a prefeitura de João Pessoa em 2020, Ricardo desconversou dizendo apenas que não sabe de nada.

 

Dr. Geraldo Medeiros: um nome a ser trabalhado para as disputas em 2020.

Facebook